2008 EM IMAGENS.



0 COMENTÁRIO(S)
2008 EM IMAGENS
A man's hand drips blood as he stands in front of riot policemen during a demonstration in Athens, part of a days-long series of demonstrations throughout Greece on December 9, 2008. (REUTERS/John Kolesidis)
Democratic presidential candidate Sen. Barack Obama waves to the crowd at a rally in the rain at the University of Mary Washington in Fredericksburg, Va. Saturday, Sept. 27, 2008.
Drummers perform during the Opening Ceremony for the 2008 Beijing Summer Olympics at the National Stadium on August 8, 2008 in Beijing. (Adam Pretty/Getty Images)

HAPPY NEW YEAR!



1 COMENTÁRIO(S)
Happy New Year! Campanha publicitária para a energética belga Electrabel pelo grupo GDF Suez. Só mais uma para a colecção. Director: Raf Wathion Agency: Famous, Brussels Creative Director: Christophe Ghewy Art Director: Nicolas France

O MAIS FAMOSO DOS GRAFITTERS LONDRINOS:



3 COMENTÁRIO(S)
BANKSY,
o grande.

.



2 COMENTÁRIO(S)
10 to 60
Uma série de fotos em que a mesma modelo atravessa 6 décadas graças a fotógrafos, luzes e muita maquilhagem. Vogue Paris November 2008 with Eniko Mihalik by Inez van Lamsweerde and Vinoodh Matadin styled by Carine Roitfeld, make-up by Lisa Butler.
10
20
30
40
50
60


1 COMENTÁRIO(S)
CAMPANHA PUBLICITÁRIA PARA A DENVER WATER PRODUZIDA PELA SUKLE ADVERTISING + DESIGN 2006

SAY CHEESE.



0 COMENTÁRIO(S)
Diane Arbus.

RECEITA PARA MATAR UM HOMEM.



0 COMENTÁRIO(S)

RECEITA PARA MATAR UM HOMEM.

Tomam-se umas dezenas de quilos de carne, ossos e sangue, segundo os padrões adequados. Dispõem-se harmoniosamente em cabeça, tronco e membros, recheiam-se de vísceras e de uma rede de veias e nervos, tendo o cuidado de evitar erros de fabrico que dêem pretexto ao aparecimento de fenómenos teratológicos. A cor da pele não tem importância nenhuma.

Ao produto deste trabalho melindroso dá-se o nome de homem. Serve-se quente ou frio, conforme a latitude, a estação do ano, a idade e o temperamento. Quando se pretende lançar protótipos no mercado, infundem-se-lhes algumas qualidades que os vão distinguir do comum: coragem, inteligência, sensibilidade, carácter, amor da justiça, bondade activa, respeito pelo próximo e pelo distante. Os produtos de segunda escolha terão, em maior ou menos grau, um ou outro destes atributos positivos, a par dos opostos, em geral predominantes. Manda a modéstia não considerar viáveis os produtos integralmente positivos ou negativos. De qualquer modo, sabe-se que também nestes casos a cor da pele não tem importância nenhuma.

O homem, entretanto classificado por um rótulo pessoal que o distinguirá dos seus parceiros, saídos como ele da linha de montagem, é posto a viver num edifício a que se dá, por sua vez, o nome de Sociedade. Ocupará um dos andares desse edifício, mas raramente lhe será consentido subir a escada. Descer é permitido e por vezes facilitado. Nos andares do edifício há muitas moradas, designadas umas vezes por camadas sociais, outras vezes por profissões. A circulação faz-se por canais chamados hábito, costume e preconceito. É perigoso andar contra a corrente dos canais, embora certos homens o façam durante toda a sua vida. Esses homens, em cuja massa carnal estão fundidas as qualidades que roçam a perfeição, ou que por essas qualidades optaram deliberadamente, não se distinguem pela cor da pele. Há-os brancos e negros, amarelos e pardos. São poucos os acobreados por se tratar de uma série quase extinta.

O destino final do homem é, como se sabe desde o princípio do mundo, a morte. A morte, no seu momento preciso, é igual para todos. Não o que a precede imediatamente. Pode-se morrer com simplicidade, como quem adormece; pode-se morrer entre as tenazes de uma dessas doenças de que eufemisticamente se diz que “não perdoam”; pode-se morrer sob a tortura, num campo de concentração; pode-se morrer volatilizado no interior de um sol atómico; pode-se morrer ao volante de um Jaguar ou atropelado por ele; pode-se morrer de fome ou de indigestão; pode-se morrer também de um tiro de espingarda, ao fim da tarde, quando ainda hà luz de dia e não se acredita que a morte esteja perto. Mas a cor da pele não tem importância nenhuma.

Martin Luther King era um homem como qualquer de nós. Tinha as virtudes que sabemos, certamente alguns defeitos que não lhe diminuíam as virtudes. Tinha um trabalho a fazer – e fazia-o. Lutava contra as correntes do costume, do hábito e do preconceito, mergulhado nelas até ao pescoço. Até que veio o tiro de espingarda lembrar aos distraídos que nós somos que a cor da pele tem muita importância.

José Saramago

Via Caderno de Saramago

& NO CHUVEIRO OUÇO:



0 COMENTÁRIO(S)
Piazza, New York Catcher BELLE AND SEBASTIAN

MERRY MERRY CHRISTMAS! #3



0 COMENTÁRIO(S)
Pai Natal, este ano gostava de te pedir encarecidamente que retirasses o Marilyn Manson da cena. Há muitos miúdos que já estão fartos desse brinquedo e além disso há algumas bonecas velhas (quase toda a gente as tem) com olhos quase tão danificados que capazes de fazer as vezes desse indivíduo. Entre o nariz e a testa, pelo menos.
Love, Lili.

MERRY MERRY CHRISTMAS! #2



1 COMENTÁRIO(S)
Merry Christmas!

OLHEM SÓ O QUE EU ACHEI



2 COMENTÁRIO(S)
JORGE CRUZ + Tiago Guillul, João Coração e Guel Sousa @ Você Na TV

.



0 COMENTÁRIO(S)
"Estás a brincar? Podia morrer e não me lembrar."
Disse Carlos Coimbra. Por volta da hora de assar as castanhas.

DOGGY DOGGY.



1 COMENTÁRIO(S)
DOGGY DOGGY EL PERRO
DOG UN CHIEN, LE CHIEN HOND HUND σκυλί CANE O CÃO MUNDO CÃO WEGMAN WORLD
AS FOTOS DE
William Wegman.

.



0 COMENTÁRIO(S)
AS ILUSTRAÇÕES ARQUITECTÓNICAS DE Mattias Ink BLOG

UM MUNDO CATITA.



0 COMENTÁRIO(S)
UM MUNDO CATITA - 5º EPISÓDIO Data Original de Exibição: 21 de Dezembro (inclui uma recriação do Gabinete do Doutor Caligari.) EM ALTA DEFINIÇÃO AQUI.

SISTEMAS DE ESCOAMENTO DE ÁGUAS PLUVIAIS.



1 COMENTÁRIO(S)
LONDRES. Um trabalho de BANKSY.
DRESDEN, ALEMANHA.
SEATTLE, US and A.
newer post older post

O ARQUIVO.

OS VOYEURS.