E NÃO VE VENHAM DIZER QUE EU NÃO AVISEI.



4 COMENTÁRIO(S)
Fuga de jovens "enfeitiçadas pelo emo" faz manchetes em Portugal

Correio da Manhã noticia fuga de casa de duas adolescentes "emo" de Leiria, já encontradas pela PJ.

A fuga de casa de duas adolescentes de Leiria, "enfeitiçadas pelo movimento Emo", foi este fim-de-semana noticiada pelo Correio da Manhã. De acordo com este jornal diário, as raparigas, de 13 e 14 anos, "deixaram levar-se pela filosofia Emo e partiram sozinhas para a capital, sem dar notícias à família". A aventura, porém, não durou muito. Apesar de manterem o telemóvel desligado, as duas amigas foram encontradas pela Polícia Judiciária em menos de 24 horas. Ainda segundo o Correio da Manhã, as raparigas teriam apanhado um autocarro para Lisboa, após a saída das aulas, planeando ficar, chegadas à capital, na casa de um rapaz, também fã de música emo, que haviam conhecido na Internet. " Os Emo caracterizam-se por usar uma franja, terem as unhas pintadas de preto e apreciarem o rock punk melódico ", acrescenta o Correio da Manhã, à laia de contextualização. BLITZ.
"Linhas, deixa os emos em paz." "Linhas, olha que eles cortam os pulsos." "Nós somos emos e este ano temos uma lista. Somos pela democracia. Mas estamos deprimidíssimos. É esse o espírito." "Eu, todos os dias como dois croissants, vá, três, de chocolate, mas hoje cheguei ao bar e já não havia e pensei ai a vida nesta escola já não sentido pra mim. Mas depois chegou aquela lista bendita e prometeu que trazia cá pessoas dos Morangos." "Estou deprimida. Vou à Parfois." "Estou deprimida. Acho que vou tentar ficar a maior quantidade de tempo possível a perseguir uma câmara da "Praça da Alegria". Há sempre pessoas demasiado felizes no cenário." "Estou deprimidíssimo. Aliás, várias vezes, ou durante 3 anos, até concorri a mister secundária a ver se arranjava ali um sedativo para adormecer toda esta tristeza. Pensei nos pulsos, claro, mas como não há grande manutenção higiénica na escola, fiquei com pena dos outros alunos. Tinham que ver o sangue e não sei quê, quiçá durante várias dias - uma porcaria. Às vezes, nem há papel higiénico nas casas de banho, o que é, no mínimo, deprimente." "Se calhar devia tentar o clube da aeróbica. Estão sempre tão felizes. Pudeeeera, ganham todos os anos a taça nacional de desporto escolar! Só ninguém me disse que a vaca da professora dá 10 a todos os que não se ofereçam para voluntariamente pertencer ao colectivo de saltitões ao som da última do Bobi Sinclair." "Foda-se, ainda não acredito que paguei 5 euros para vir ver emas a dramatizar no meio de moches."

4 COMENTÁRIO(S):

Sabrina. at: Saturday, 17 January, 2009 said...

Ahahhahahahh,
Ai os emos, e os seus cabelos pretos com madeixas às cores e as teshirts cor-de-rosa às caveiras....

Capitain HeartBeef at: Sunday, 18 January, 2009 said...

pagas-te 5€ para ver avestruzes às cabeçadas?

Lima Coimbra at: Monday, 19 January, 2009 said...

E coroas Sabrina, havia uma lá na escola com uma coroa. Parecia uma Sissi borratada. E às vezes ia ao Pingo Doce, como se fosse digna de um Pingo Doce onde há milho frito para pessoas e pombos!
E Vergas, as avestruzes metem as cabeças na areia. Foi naquele concerto dos More Than A Thousand, My Cubic e nao sei quê mais que me obrigaram a pagar! 5€! Para fazer uma entrevista numa carrinha estacionada... na rua! E depois perdeu-se-lhe o som! E foi nesse ajuntamento que a miúda da coroa ocupou boa parte do tempo a passar à frente da câmara a chorar nas travessias ímpares e apaziguada pelas amigas nas pares. Eu passo a explicar:
Viagem 1: Ida: da Esquerda para a Direita: Choro compulsivo;
Viagem 2: Volta: da Direita para a esquerda: Apaziguada pelas amigas.
E assim sucessivemente. E depois um grande arraial de moche por ali à volta. E ainda havia alguns com armaduras de rena. À parte não ser Natal tinha alguma "piada", o que é grave. Mas eu que estou por cá tenho impressão que a onda está aí quase a rebentar.

A at: Monday, 02 March, 2009 said...

LOL

http://psicologiasdatreta.blogspot.com/search?q=emos


Enjoy it.

:)

newer post older post

O ARQUIVO.

OS VOYEURS.